Há sonhos tão estranhos...

Ando a ter sonhos estranhos...

O de esta noite foi: estava numa estação de comboios (supostamente a de VF de Xira mas não era) muito escura, parecendo quase uma estação de metros porque era quase debaixo do chão mesmo, e ia para Lisboa. E então, como ainda tinha de esperar que o comboio chegasse, sentei-me nuns bancos e pousei as minhas coisas. Quando ele chega levanto-me meio apressada e começo a pegar nas minhas coisas mas parece que nunca mais consigo pegar em tudo, cada vez são mais e mais coisas! E quando olho, perdi-o. E isto acontece várias vezes sistematicamente. Até que, por fim, consigo levantar-me com as minhas coisas para alcançar um comboio quando uma pessoa que estava sentada ao meu lado me diz «Não é esse; esse não vai para Lisboa!». Mas eu, teimosa, ainda assim debruço-me sobre uma senhora prestes a entrar no comboio e pergunto-lhe se vai para Lisboa. Ela responde-me que não e eu vejo o comboio a partir.

O que será que significa?
Na noite anterior a esta também foi qualquer coisa estranha mas acabei por me esquecer... Não sei o que é que o meu inconsciente tem recalcado para lá, mas, o que quer que seja está a querer vir ao de cima.
E por falar em inconsciente!, tenho um trabalho de psicologia sobre Condicionamento Operante para fazer e estou para aqui a aparvalhar! - . -'


Adious!,
Cisne.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Demasiado