276754ª Dissertação acerca da amizade


Muito pouco sei acerca de amizade, digo-vos desde já. Tenho-me enganado muito ao longo do tempo. Só tenho amigos homens (não muitos, dois, aliás e são o quanto basta) e com eles tudo é super fácil: são práticos, não têm paciência para dramas e estão lá sempre que é preciso; confio cegamente em amigos homens, são muito leais (credo, de repente parecia estar a falar de um cão..). Já as mulheres...não confio tanto. É que já fiz várias tentativas falhadas de ter uma amiga daquelas a que contamos tudo e confiamos o mais negro dos segredos. Mas passado um tempo, essa pessoa acaba por revelar pouco interesse em manter a amizade e eu também não a vou obrigar. Sempre tive o exemplo da minha irmã e da minha mãe, que têm uma ou mais amigas em quem confiam imenso...

Esta noite voltei a fazer mais uma tentativa, ao ir beber café com uma "amiga" já de alguns anos, com quem me dei sempre muito bem mas a quem nunca dei muita confiança. Diverti-me imenso, ela é muito parecida comigo, muito descontraída e honesta e curiosamente tem um percurso de vida semelhante ao meu, então temos mais ou menos a mesma maneira de ver as coisas.

Mas bom... sei eu lá. Provavelmente acabará por não dar em nada. Mas sim, os anos passam e eu continuo a sentir falta dessa amiga. Dessa especial, daquela "my person", da Anatomia de Grey... Não sei se com minha idade ainda é possível mas pronto... Quem sabe? :)

Cisne.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Demasiado