Do meu mau feitio...


Ora bom dia alegria!

Então vamos lá falar sobre o tema proibido: mau feitio. Tenho muito, infelizmente. Mas não só tenho muito como tenho vários. Um dos piores e que me traz hoje cá é o mau feitio matinal. Sintomas: não falar, não querer ouvir, dores de cabeça, sono e respostas tortas. Pior: nunca é um sintoma sozinho alternado, são todos ao mesmo tempo, o que extermina qualquer boa disposição da pessoa que estiver ao meu lado de manhã. Excepto as pessoas que a dada a altura viveram comigo, como a minha mãe, a minha tia e a minha irmã.

A minha mãe, durante muitos anos, irritava-me solenemente nas nossas manhãs porque praticamente me obrigava a falar, ao fazer mil e quinhentas perguntas de manhã a que eu não poderia responder apenas «uhum». No entanto, com o passar dos anos, adoptou outra postura, para mim muito mais favorável: como não gosta do silêncio e eu odeio ouvir rádio de manhã (dores de cabeça), constrói monólogos super bem-dispostos consigo mesma durante todo o caminho desde casa ao meu local de trabalho durante as férias. Se isto não é arte, não sei o que é!Eu com as minhas respostas exporádicas de sim, não ou «uhum» e ela super bem disposta a falar do cão tão estúpido ou tão engraçado que vai sempre a correr atrás do carro de manhã, ou da nossa prima que faz anos, ou do sono que tem porque sonhou comigo durante a noite e no sonho eu tinha bom feitio ahahaha... É preciso dizer mais?

A minha tia (que trabalha comigo) faz mais ou menos a mesma coisa que a minha mãe. Quanto à minha irmã e o meu pai adoptaram a estratégia de acompanhar o silêncio, até eu proferir a primeira palavra (geralmente 15min~30min depois de eu acordar) e aí eles sabem que é seguro continuar a falar.

Enfim, não. Não sou uma criatura nada fácil de manhã. Mas COMPROVA-SE que há alguém que consegue lidar bem com isso! Não desesperem, há esperança... :)


Cisne

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Da falta de coragem que descobri que tenho

O pós