24 de julho de 2009

Who am I - I ask (NOT)

Não vou dizer quem sou. Recuso-me. Não vou chegar ao egocentrismo de dizer que tenho cabelo castanho escuro e brilhante, herança preciosa do meu pai; olhos quase tão escuros como a noite; um sorriso feio mas que amo por ser tão sincero quando ecoa ruidozamente feliz!

Meu Deus, nem pensar! Não vou dizer que tenho um feitio da treta, que poucas são as pessoas que mo tiram e as que o conseguem facilmente, ou acabaram de entrar na minha vida e eu finjo apenas para que não se afastem, ou então são mesmo especiais - e sim, estas pessoas (graças a Deus!) existem e vieram ao meu encontro sem eu pedir. Facto: Não me afastaram.

Não vou dizer o quanto odeio quando fico sem inspiração para escrever; quão danada fico logo a seguir, quando me apercebo que é apenas por ser preguiçosa e não ter ido em busca de inspiração, onde sei que ela estará sempre ( e isso, certamente, não vou dizer! ;) ); ou o quanto me apetece matar quando só me apercebo dias, semanas, meses depois! - . -

Eu não vou dizer o quanto sinto a falta de alguém, todos os dias, há cerca de 7 anos, que se hoje reencontrasse na rua não conheceria. E, pensando nisso, não vou dizer o quanto me enfurece ter saudades de uma pessoa que nunca sentiu saudades minhas, ou assim o diriam as inúmeras cartas sem resposta que enviei.

Não vou dizer que sou uma «optipessimista» =D Considero esta "característica" uma excelente qualidade. Problema: Sou optimista quando devia ser pessimista e pessimista quando devia ser optimista. O que faz desta "característica" não tanto uma qualidade, pois não? Lol, yeah well... Story of my life!

Nao vou dizer que, quando prefiro, fico em fase de negação como em todo este post, mas que ter consciência disso me diverte como a uma criança rodeada de brinquedos! Sim, eu sei, pareço louca. Mas se vocês soubessem...oh, meu Deus, como isto sabe bem... Eu acho-me um piadão! Estou para aqui a descrever-me de alto a baixo, coisa que detesto, deixando de parte os recôndidos da minha alma (divulgar esses até a mim me assusta! Pessoal, não sou tão louca assim :b ). E, para gostar de o fazer (ok, não perguntem porque o estou a fazer, foi teimosia, acho eu!) faço soar a contradição em cada frase. Crazy, right? :P

Enfim, já me passou portanto vou voltar ao trabalho xD

20 de julho de 2009

Cada vez mais, valorizo e sinto tamanho desdém pelo sexo feminino. Podia enumerar uma enormidade de coisas de que gosto e não gosto no sexo feminino - e, claro está, baseio-me num estereótipo perfeito que apoia o que defendo. Contudo, direi antes que tudo se resume a uma palavra: Ciúme.



Cisne. (10/07/2009)

Abandono

Este blog foi ao abandono...E não admira. Está tal e qual como eu: abandonado. Desde que uma colega minha entrou de baixa e o meu t...