Who am I - I ask (NOT)

Não vou dizer quem sou. Recuso-me. Não vou chegar ao egocentrismo de dizer que tenho cabelo castanho escuro e brilhante, herança preciosa do meu pai; olhos quase tão escuros como a noite; um sorriso feio mas que amo por ser tão sincero quando ecoa ruidozamente feliz!

Meu Deus, nem pensar! Não vou dizer que tenho um feitio da treta, que poucas são as pessoas que mo tiram e as que o conseguem facilmente, ou acabaram de entrar na minha vida e eu finjo apenas para que não se afastem, ou então são mesmo especiais - e sim, estas pessoas (graças a Deus!) existem e vieram ao meu encontro sem eu pedir. Facto: Não me afastaram.

Não vou dizer o quanto odeio quando fico sem inspiração para escrever; quão danada fico logo a seguir, quando me apercebo que é apenas por ser preguiçosa e não ter ido em busca de inspiração, onde sei que ela estará sempre ( e isso, certamente, não vou dizer! ;) ); ou o quanto me apetece matar quando só me apercebo dias, semanas, meses depois! - . -

Eu não vou dizer o quanto sinto a falta de alguém, todos os dias, há cerca de 7 anos, que se hoje reencontrasse na rua não conheceria. E, pensando nisso, não vou dizer o quanto me enfurece ter saudades de uma pessoa que nunca sentiu saudades minhas, ou assim o diriam as inúmeras cartas sem resposta que enviei.

Não vou dizer que sou uma «optipessimista» =D Considero esta "característica" uma excelente qualidade. Problema: Sou optimista quando devia ser pessimista e pessimista quando devia ser optimista. O que faz desta "característica" não tanto uma qualidade, pois não? Lol, yeah well... Story of my life!

Nao vou dizer que, quando prefiro, fico em fase de negação como em todo este post, mas que ter consciência disso me diverte como a uma criança rodeada de brinquedos! Sim, eu sei, pareço louca. Mas se vocês soubessem...oh, meu Deus, como isto sabe bem... Eu acho-me um piadão! Estou para aqui a descrever-me de alto a baixo, coisa que detesto, deixando de parte os recôndidos da minha alma (divulgar esses até a mim me assusta! Pessoal, não sou tão louca assim :b ). E, para gostar de o fazer (ok, não perguntem porque o estou a fazer, foi teimosia, acho eu!) faço soar a contradição em cada frase. Crazy, right? :P

Enfim, já me passou portanto vou voltar ao trabalho xD

Comentários

Anjo De Cor disse…
Gostei de visitar este teu espaço e deparar-me com uma discriçaõ tão boa acerca da tua própria pessoa, naõ uer dizer que seja perfeita, mas as palvras soam bem ;)
Eu confeso que não consigo falar de mim, às vezes até parece que não me conheço quando alguém diz és assim ou assado, eu digo logo, não sou nada ... se calhar precisava de alguma terapia de conhecimento do meu próprio eu ;)
Beijinhos e obrigada pela tua visita ;)
Simbelmune disse…
Ousada, com sentido de humor à boa maneira de sábio grego, bem à frente do seu tempo (cronológico) e com um toque especial que faz sorrir e meditar quem se aventura nas tuas (entre)linhas.

Obrigado por lembrar o concurso. Nunca se sabe... e tu, não?

Abraço de quem gosta de ler para quem adora (se)reler.
Simbelmune disse…
A questão sobre gostar de (re)ler quem és vem de uma das últimas partes do teu post :"Eu acho-me um piadão!". Achei interessante e muito engraçado. Realmente, se não se gosta de ler o que se escreve qual seria a "pica" de escrever?
Simbelmune disse…
Cisne:

O “nick” não é segredo; são umas flores que apenas crescem à beira dos túmulos dos reis de Rohan, dentro do épico “O Senhor dos Anéis” de Tolkien. O seu nome significa “não me esqueças”.

A tua forma de escrever denota inteligência apurada, o tom irreverente (e acho bem que assim seja) dos anos do ímpeto intenso e da voraz vontade de agarrar o mundo todo com ambas as mãos.

Gosto de te “ouvir”.

Fico à espera de mais da tua arte. E, já agora, da tua loucura: que tanto agrada.
Simbelmune disse…
Ainda espero "ouvir" mais da tua irreverente arte de provocar.

Um abraço ;)
Cisne disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse…
preferi so ler o titulo, nao concordo inteiramente com a ideia que tu tens da tao bela pessoa que tu és... nao irei entrar em grandes pormenores, mas este não é um daqueles momentos em que uma pessoa diz "só mesmo conhecendo te é que ficamos a saber o quanto és 5 estrelas" só para ficar bem...a verdade é mesmo essa, a forma como vês as coisas e todas as criaturas de Deus tornam te especial, a menina que é incapaz de guardar rancor seja de quem fôr, a menina que apesar de todas as contrariedades que a vida lhe deu olha para ela com satisfação e sempre com um sorriso na cara, sorriso esse que me cativou e me fez olhá la e ver o quanto era feliz, pois ha brilhos que nem os olhos mais vermelhos e amargos conseguem disfarçar, para ti digo só isto:

és a filha que todas as mães gostavam de ter
a irmã que todos os irmãos gostavam de ter
a amiga que muitos pagavam para ter uma igual
e a namorada que é impossivel nao se amar

Mensagens populares deste blogue

Demasiado

Brand New