16 de fevereiro de 2012

O passado, contado no presente, é o máximo!

 
Porque é que os nossos pais não entendem o fascínio que nós temos pela vida passada deles?
  1. Ouvi-los falar do que fizeram e não fizeram faz-nos ver que, ALELUIA!, eles também não são/foram perfeitos;
  2. Faz-nos aprender com os erros deles, faz-nos tentar perceber as suas escolhas;
  3. Finalmente apercebemo-nos como raio é que o pai/a mãe se tornou doméstica, sapateiro, o melhor canalizador ou a melhor empresária (ou a pior for what it matters);
  4. Percebemos como os nossos 2 maiores ídolos/heróis se conheceram...
Dá para perceber o fascícinio? É que as outras pessoas conheciam-nos antes de nós nascermos, nós não!! lol. E se foram pessoas completamente diferentes? E se a nossa existência mudou a deles? Ou a deles a nossa? Bem, esta última mudou de certeza...


Só uma pequena reflexão...

Cisne.

P.S.-

2 comentários:

LA disse...

Olha que por acaso nunca tinha pensado nestas coisas, bem visto :P

Beijinhoo *

Cisne disse...

LA: Thanks ;D

Beijos
Cisne.

Abandono

Este blog foi ao abandono...E não admira. Está tal e qual como eu: abandonado. Desde que uma colega minha entrou de baixa e o meu t...