Lição do dia #3

 Lição do dia: Sair da nossa zona de conforto é tão difícil quanto importante. Reafirmo: Muito importante.
É base da nossa evolução, quer como profissionais ou indivíduos. Para mim isto é tão óbvio. Não consigo viver sem desafios por menores que sejam e mesmo que seja eu mesma a impô-los... Eu não sou mártir nenhuma ou masoquista, muito pelo contrário. O que eu acho é que posso ser uma pessoa muito melhor - e principalmente uma bailarina muito melhor - se for precisamente à procura do que me deixa desconfortável. 
É que quando estamos numa «zona de desconforto» a nossa reacção e soluções para ultrapassar a situação é genuína e é importante descobrirmos isso em nós - o «como funcionamos perante a adversidade». Nota: quanto mais nos propusermos a este desafio, mais fácil vai ficando. Isto tudo mais a nível profissional.
A nível pessoal o desafiarmo-nos ou sermos desafiados a sair da nossa caixinha é uma grande expansão de horizontes. Toda uma aprendizagem rica em quem somos, o que gostamos, o que não gostamos, o que queremos, muitas vezes quem somos fica muito mais claro.
Para mim, a zona de conforto é que deve ser a zona «temporária» e não a de desconforto. Porque a evolução está no desconforto, na adaptação, na azáfama e pressão em obter novas soluções em resposta aos novos desafios - a recompensa é chegar à zona de conforto. É como se fôssemos de férias, descansar um pouco. Mas as férias não podem durar para sempre, se durarem muito então somos só preguiçosos.
Agora minha gente toca a levantar os rabiosques do sofá, sim? Já chega de férias, toca a crescer enquanto seres humanos ;)
Cisne.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Demasiado