Desabafo #1

 
Não tem sido fácil ultimamente. Não tenho andado muito bem. Por várias razões, nenhuma dela que justifique eu estar tão em baixo. Mas não quero falar e nada em específico. Quero só dizer (para me lembrar a mim mesma) que continuo a tentar. Faltam duas semanas de aulas e ainda não desisti. Está a ser difícil mas eu continuo a sair de casa, continuo a trabalhar, continuo a lutar. Mas também venho aqui para me lembrar de chorar mais porque não faz mal. O cansaço é muito portanto chorar até faz bem para relaxar. Vim aqui escrever que tenho valor e que devia parar de deixar que os outros me dissessem o oposto.



Apercebo-me hoje que estou há precisamente 3 meses solteira. Muitos de vocês já se estão a rir e a pensar «isso não é nada». Sim, realmente não é nada, mas para mim é muito que tenho uma qualquer incapacidade em ficar sozinha. Na verdade estes 3 meses têm sido um inferno e um paraíso ao mesmo tempo. Descobri coisas incríveis sobre mim mesma e sobre as pessoas e realidades que me rodeiam. Descobri que é possível dançar sozinha numa discoteca - e que adoro!; que tenho uma enorme necessidade de ter alguém a quem ligar quando alguma coisa má acontece e que não quero falar - só quero ouvir que vai correr tudo bem; descobri que não ter essa pessoa nem essa conversa me deita completamente abaixo; descobri que essa pessoa não tem de ser um namorado. Descobri como é não ter discussões durante mais de uma semana seguida; descobri que beijar alguém pode ter o maior significado do mundo ou nenhum; descobri que nunca disse a palavra «amo-te» primeiro e que não a quero dizer mais (sim, eu sei, o drama! lol); descobri que sou boa a coordenar, a dirigir e a organizar; descobri que quero ser professora, que acho que vou ser boa nisso; descobri que não vou ser coreógrafa, que iria ser horrível nisso; descobri que tenho uma auto-estima do tamanho de uma ervilha e que não fui a única a contribuir para o seu tamanho; descobri que gosto de estar sozinha mas que osto muito mais de estar com alguém.

A minha mais recente descoberta: descobri que não é preciso amar profundamente para ter um desgosto amoroso. É só preciso ser muito bem enganada...3 vezes seguidas...

A descoberta que fiz depois desta? Não me arrependo de nada, aprendi com tudo.


Mas agora paz, ok? Paz e sossego. Quero deixar-me estar, não estou pronta para outra. A AE e as aulas são agora a minha prioridade. Quanto aos meus dois amigos de faculdade que foram à vida tentar a sua sorte como eu e, ao contrário de mim, se deram bem, não podia estar mais feliz por eles (acho até que em determinadas alturas estou mais feliz ainda que eles!! xD). Ajuda-me ver que é possível ser feliz. Não que eu não saiba mas nestas alturas parece que o cérebro faz tilt e começa a armar-se em estúpido e a fazer grandes dramas...


Cisne.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Demasiado