4 de setembro de 2013

«Corta!»

 
Chegaram ao fim as gravações para a curta-metragem. AMEI! Experiência muito boa, passando pelo movimento, pelas pessoas, pela comida, pelos sítios... :)

Quando me disseram no final do próprio dia que as gravações acabariam e se começaram a despedir fiquei confusa e triste, não estava à espera nem preparada para me despedir. Apesar de ter sido pouco tempo, gostei das pessoas que conheci e de repente, mesmo sem muita afinidade, elas saem da minha vida para possivelmente nunca mais voltarem a entrar. Com isto apercebi-me da efemeridade da vida, da minha vida em particular. De todas as pessoas que vão passar por ela sem que eu nunca tenha a certeza se aquela é a última vez que as estou a ver. Se a princípio fiquei nostálgica e sem saber como lidar com a falta de controlo sobre tudo isto, depois encarei novamente a beleza de não sabermos o que nos reserva o futuro ou quem...

Há uma pessoa em particular que, com subtileza e tranquilidade, tem entrado na minha vida. Há uma semana atrás fazia-me imensa confusão não ter qualquer controlo sobre quanto tempo ela ficaria. Hoje não conseguiria ter essa certeza. A incerteza de quanto tempo dura uma coisa instável é o que lhe dá sabor, seja doce ou amargo. E eu estou preparadíssima para isso - nunca me senti tanto.

Apercebo-me agora do quão forte estes últimos meses me tornaram... Passei por tanto coisa e andei tão em baixo e não percebia porque é que tudo me acontecia. Finalmente compreendo :)


Please, enjoy life :) ,

Cisne

2 comentários:

E. disse...

Os momentos menos bons fazem-nos crescer e têm sempre um lado positivo. E quem sabe aproveitar a vida, sabe tirar partido até dos maus momentos.
Não te vejo há imenso tempo.
Um beijinho e que tudo te continue a correr bem *

Cisne disse...

É isso mesmo :)
Temos de combinar :)
Beijos para ti tb

Abandono

Este blog foi ao abandono...E não admira. Está tal e qual como eu: abandonado. Desde que uma colega minha entrou de baixa e o meu t...