Dois grandes sorrisos e uma tromba de água


Ele perguntou:
- Queres que eu te peça em namoro?
Eu respondi:
- Não, isso só faria com que me risse da tua cara...
- Pois, foi o que eu pensei...

Dois grandes sorrisos, uma grande tromba de água em cima de ambos e pronto, lá se foram as aspas à palavra «namorada». Curioso que ainda hoje falei sobre isso com um amigo e falámos precisamente de forma descontraída: acabámos o assunto com «e viva a incerteza!».

Acho que o grande ensinamento que a vida me tem tentado dar é não procurar desesperadamente, é não querer desenfreadamente. Basicamente é viver de forma ponderada, agradecer cada segundo, compreendê-lo na sua simplicidade, sem meter a carroça à frente dos bois. Não sei se aprendi a lição para sempre, mas pelo menos percebi-a.

Estou feliz =)

Cisne

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Demasiado

Brand New