As palavras que talvez te direi#1

Ando a precisar de dizer muita coisa. Hoje ia a caminho do trabalho no meu belo bolinhas, quando começo a falar sozinha. Mas se acham que foram ali 10 seg de uma frasezita curta ou uma interjeição de dor prolongada desenganem-se. Eu estive para aí 5 minutos a falar sozinha. Quando me apercebi da estupidez de estar no trânsito a falar comigo mesma, parti-me a rir e restringi-me só mesmo ao pensamento dessa vez.

O mais estúpido foi o quão bem aquilo me soube. Apercebi-me de que tenho muita coisa presa na garganta, muita coisa que deixei por dizer. A maior parte são coisas que achei que não fariam sentido para as outras pessoas ou queixas de qualquer coisa que supus não ter o direito de me queixar...Enfim. Daqui comecei a pensar que o blogue me ajudava nisso, a dizer tudo o que não digo. E comecei a pensar que coisas é que eu gostaria de começar a explorar, a redigir por aqui.

Decidi então criar uma espécie de rubrica completamente sensaborona em que falo das pessoas. Pessoas próximas, conhecidas, de quem gosto, que odeio, que encontrei por acaso... Enfim. Falar sobre alguém em especifico, dizer qualquer coisa que me apetece sobre ela ou dirigir o texto a ela para lhe dizer tudo o que não disse, tudo o que ficou por dizer.

Então pronto, vamos cá disto!


Cisne

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Demasiado