Uma relação normal

 
O que é afinal uma relação normal?

Ultimamente normal para mim tem significado: ausência de sufoco, ciúmes, grandes cenas nem grandes dramas, descontraída, baseada em vontade em estar com outra pessoa.

Ele é perfeito nesse aspecto. Já o tentei apanhar de todas as maneiras e feitios: falei de gajos giros, já exagerei um bom bocado nessas conversas e prolonguei, já dancei com amigos dele, já dancei com amigos meus, já lhe falei de ex-namorados... Enfim: ciumento não pode ser de certeza - óptimo! sim, claro! Já me chegou um! Depois cenas/dramas/controlo: quê? Quantas? Que é isso? Giro giro é passar um dia todo sem falar. Epa, JURO que adorava ser do tipo de gaja NORMAL que não se importa de não falar UM mísero dia com o namorado que está do outro lado do rio. Mas não sou. Nem que seja uma mensagem a dizer «dorme bem, vou dormir» ou «espero que estejas bem, vou-me deitar» ou «olá, mando msg só para mandar um beijo». Epa qualquer cena chegava e ele sabe perfeitamente que eu não sou de falar de nada durante horas. Era só para...sei lá... saber que se lembrou de mim :S

Oh vá lá, não me chamem já louca: eu sei que tenho a relação perfeita mas... epa, ele tem a ex-namorada na tuna, passa a vida dele com amigos de que eu não sei nada, faz o que quer e até me podia estar a meter os palitos que eu nunca saberia... Querer pelo menos uma mensagem todos os dias à noite é pedir muito? Pronto... Se calhar é. Vou tentar respirar fundo.

Mas sim, a verdade é esta: gostava de ser uma pessoa NORMAL que dá graças a Deus a sorte enormenda que lhe calhou na rifa e baixa a bolinha mas... pronto... parece que sou só PARVA. Ou então só mulher, há quem os acuse de sinónimos; eu cá não faço desses juízos...


Cisne.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Da falta de coragem que descobri que tenho

O pós