Lei de Murphy



* Já no metro antes de chegar ao trabalho apercebo-me que não tenho o telefone. Ligo de outro telefone para avisar a minha mãe que acaba de arrumar o meu quarto e me diz que não está lá. Entro em pânico. Deixei-o no carro, perto de uma estação de comboios, onde passa imensa gente.

* Saio do trabalho. Dirijo-me ao carro. Lugar vazio. Rebocado - lugar de deficientes: acordar a minha mãe para me vir buscar e, logo:
* Ficar ao frio à espera que tal acontecesse

* Ligo para o 118, pois não sei o número da polícia: Não soube o número da polícia porque não tinha nada para apontar
* Ligo de novo. Ligo para a polícia: não sei a matrícula do meu carro
* Acordo de novo à minha mãe, que por sua vez acorda a minha tia, a única pessoa que genialmente sabe a minha matrícula (ainda diz ela que o talento para decorar matrículas não serve para nada)
* Parque de rebocados do campo pequeno. A que horas fecha? 1:00. Que horas são? 00:47, estou em Sta apolónia.
(por milagre a lei de murphy aqui deu folga, porque cheguei lá a tempo, mas logo a seguir strikes again...)
* 162€ de multa. 19€ para o parque, 83€ para o reboque e o restante da coima prorpiamente dita. Bravo.
* Chego ao carro, finalmente. O telefone? Não está. Os vidros laterais? Todos embaciados, não via nada.
(a lei de murphy volta a dar um intervalo à coisa pois felizmente não tive nenhum acidente...não sei como. Mas esperem! It strikes one more time!!...)
* Chego a casa, ligo para mim mesma, toca no meu quarto onde está a minha prima a dormir. Para de tocar antes que eu consiga perceber de onde e quando volto para ligar, "o número que contactou está de momento indisponível(...)". Claro que sim. Claaaro que eu fiquei sem bateria. Ora quarto todo escuro, barulho não posso fazer, portanto telemóvel não tenho até amanhã.

Ah esperem, esqueci-me de mencionar que quando vou para estacionar na rua, não há lugares. Não é perto. É: nem havia LONGE. não havia de todo; coisa que nunca me tinha acontecido chegasse às horas que chegasse. Resultado: estacionei uma vez mais num lugar indevido. Pronto, agora é levantar-me amanhã por volta das 9h (se conseguir, porque o meu único despertador é o meu telemóvel...que eu não tenho!!!) para tentar realocar o carro. Isto é, se ele ainda estiver lá e não tiver sido rebocado de novo.

E eu que dizia que o azar que me perseguia tinha acabado em 2014. Fónix............

Cisne

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Demasiado