Check up emocional


Quero fazer um check up à minha vida emocional. Suspeito que entrei numa espiral. Uma espiral em que não estou bem com ninguém porque não estou bem comigo mesma. Então decidi começar a fazer-me perguntas que me façam entender a minha situação, o que está bem e o que está mal, o que houver para dizer, sobre ele, sobre mim, sobre nós. Se é o que eu quero, se não é de todo, e o que é que eu quero afinal? E do que é que eu preciso? O que é que o meu corpo me está a pedir que faça? Mais do que a minha cabeça. O que é que eu sinto?

Sinto-me bem e/ou realizada quando estou com ele? Na maior parte das vezes não. Sinto que falta qualquer coisa. Não sabendo bem dizer o quê.

Sinto-me bem e/ou realizada quando estou sem ele? Não. Quero muito estar com ele, principalmente quando não estou.

Porquê? Porque preciso de alguém que cuide de mim. Sozinha sinto-me frágil.

Porque é que precisas que alguém cuide de ti? Porque não o consigo fazer sozinha.

Porquê? Porque me falta amor-próprio, confiança, gosto na minha própria companhia.

Ele é uma pessoa boa? É impecável. É sensível, carinhoso, paciente e compreensivo.

É o que tu precisas neste momento? Sim.

É ele que queres neste momento? Não. Quero alguém que me faça vibrar, que me deixe sem dúvidas, com quem não sinta necessidade de escrever este texto, alguém a quem pudesse dizer este texto.


Estas são as perguntas de hoje. A reflexão de hoje. E não sei onde me vão levar mais reflexões e questões mas só preciso de continuar a tentar e a arranjar métodos para estar mais tranquila.

A minha vida profissional corre sempre às mil maravilhas, já a minha vida pessoal é um tumulto. Não é curioso? Porque é que acontece? Está na altura de parar esta espiral. E pode demorar, não tem de ser já amanhã. Mas vamos tentar. O que é que me move? Porque é que tenho alguns pensamentos que tenho quando estou com ele? Porque é que penso constantemente que não vai resultar? Porque é que boicoto constantemente as minhas relações? Porque é que quero sempre aquilo que não tenho? Vamos um dia de cada vez.

Cisne

Comentários

Raspberry disse…
Espero que o tempo te ajude a perceber o que queres realmente fazer.
Cisne disse…
Também espero =/ Obrigada!
Catarina. disse…
Achei a imagem super interessante, obrigada (:
E espero que com o tempo te consigas "organizar" emocionalmente, força

Mensagens populares deste blogue

Demasiado