27 de abril de 2015

The moment when...

...you see it, and you can no longer not see it again.

Fico à espera da sabedoria do tempo que passa. De uma resposta concreta, de uma certeza absoluta, de uma decisão resoluta. Até lá ando à deriva. Sem vontade de fazer seja o que for e, principalmente, de sair de casa. Só vontade de ficar fechada e quieta, para que nada de mal aconteça a ninguém. Era tão bom que pudesse ser assim...


Cisne

Sem comentários:

Nós por cá

Andamos aqui todos aos trambolhões e a sensação que dá é que ninguém sabe o que anda cá a fazer. Eu ando por cá perdida e não é lá ...