13 de novembro de 2017

«Time Map» ou «de como eu estou a tentar ser uma melhor profissional»


Como a maior parte de vocês sabe, eu sou bailarina, coreógrafa e professora de dança. O que faz com que grande parte da minha carga laboral seja feita em casa. Ora, fosse eu uma pessoa pouco procrastinadora e bem organizada, era um trabalho de sonho. Pois. Só que eu sou exactamente o oposto.
Assim sendo, e porque estou farta de ser uma péssima trabalhadora (basicamente só funciono com prazos mortais em que faço directas e por aí adiante), decidi implementar um novo sistema (tipo um que não seja ao sabor do vento), que li sobre num livro que me inspirou bastante, chamado How To Be an Artist - without losing your mind, your shirt or your creative compass. Comprei este livro em Paris e apaixonei-me imediatamente (viram como meti que fui a Paris assim no meio da frase como se não fosse nada de especial? ihihi). Não só me apaixonei à primeira vista como adorei o livro do início ao fim. Não traz nenhuma novidade que não tenha ouvido falar mas é óptimo para manter a nossa cabeça caótica de artistas em ordem. Recomendo!!
Pois bem, estava eu a dizer que ela fala lá de um sistema "Time Map", em que basicamente programamos a nossa semana de modo a nunca faltar ao nosso "2º Trabalho" - a Arte. Encará-lo como um trabalho «a sério», a que não podemos faltar e, se faltarmos, temos de compensar.

O que acham? Vou conseguir? Começo amanhã... Wish me luck!

O desenho ao lado do plano também fazia parte do exercício

Cisne

PS - Não vamos falar das minhas capacidades de desenho, está bem? Amigos como dantes!
PS 2 - Se quiserem saber mais sobre o livro, falo dele aqui.
PS 3 - Completamente unrelated: se quiserem passar pelo meu blog de dança e deixar um cometário fofinho antes de eu o publicar ao tenebroso mundo dos artistas, não se acanhem, hãm? Se forem só para dizer mal deixem lá :p Não se esqueçam, lá não sou a Cisne!

Sem comentários:

Chico-espertice

Coisas que precisam de saber sobre esta história: 1. Eu odeio o meu suporte das escovas da casa-de-banho 2. O feitiço vira-se con...