Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2009

I'm gonna beat it!

E aqui estou eu!

Com o mesmo impulso e entusiasmo do último post. O bom feeling mantém-se. Já estou a caminhar para uma terceira semana de aulas e a segunda não podia ter corrido melhor.

Depois de na primeira semana conhecer todos os professores, regras, programas, métodos de trabalho, etc., a segunda semana foi produtiva. Já tenho muito que fazer e este fim-de-semana vai ser agitado. Mas não estou a cair na tentação de baixar os braços. Tenho três específicas que exigem muito trabalho e, se duas delas (Geografia e Economia) exigem muito mais trabalho este ano porque é o último ano, a outra (Matemática) exige tanto quanto as outras porque são três anos e, cada ano, cada vez mais árduo.

Em vez de continuar para aqui a tagarelar, vou começar a dar ao dedo. Tenho coisas para organizar e coisas para estudar, e não tenciono deixar NADA para trás. E eu VOU conseguir.

Wanna bet?? ;D

Ah, é verdade... Com esta mudança de atitude (aparente ou não, pouco importa) sinto-me mais feliz, mais realiz…

Brand New

Ouvir consoante a música indicar :)




Sinto-me renovada. Mas se calhar está nos genes, não é mamã? :P

Anyways, o meu primeiro dia de aulas é amanhã e sinto-me com "pica" para mais um ano lectivo. Eu sinto-me sempre assim todos os anos mas tenho cá uma fezada que ESTE ANO É QUE É!





Tenho medo de muita coisa. Mas há uma coisa no regresso ao estudo que me assusta mais: a Matemática. No meu ano passado (10ºano, caloirinha) tive a oportunidade de ter explicações (situação que quis evitar a todo o custo mas o que tem que ser tem muita força e chumbar a uma específica tem mais ainda :P) mas agora estou por minha conta. Pelo menos no início; depois logo se verá mas gostava mesmo de conseguir fazer isto por mim e estou determinada a fazer com que isso aconteça! Se precisar da ajuda de alguém, que não tenha de lhe pagar! :)

Sendo assim, e contra as adversidades todas que aí vierem da tumultuosa adolescência, sinto-me renovada e vou ter notas escandalosamente altas a tudo o que fôr preciso…

Maroon 5 - Can't stop

Hoje encontrei esta música que, sinceramente, não me diz nada em termos de letra, mas tem ritmo marcado, mesmo como eu gosto, então hoje é a que vai ficar no ouvido. Bom, se eu fôr por "I can't stop thinking about you", eu realmente não consigo parar de pensar nesta música. Eu com músicas sou mesmo assim, é ouvir até enjoar! Se bem que também não tenho muito por onde ir. Gosto muito de ritmos marcados mas ultimamente não tenho encontrado assim nada de que goste.


Aceitam-se sugestões! =D


Enjoy!

Uma pequena nota sobre amizade

A amizade é dispensável e só um tolo adicionaria erradamente o «in» no início deste adjectivo.

Não tenho muita experiência em falta de amigos (ou pelo menos de os chamados de «conhecidos») mas a pouca que tenho (que começa, infelizmente, a tornar-se muita) indica-me que a amizade não é tão importante quanto...água, por exemplo. Fisicamente, conseguimos sobreviver sem amizade; já sem água, o mesmo não acontece.

Contudo, não creio que se trate de uma vida plena, por assim dizer. É que é ao reparar quem nos dá um sorriso de manhã, ou uma cara mal-disposta a que vamos suplicar para que nos conte o que é que se passou para justificar a dita expressão; quem se alegra quando nos vê; quem não acredita mas que por nós crê, que desvendamos a plenitude de uma amizade pura.

São todas estas coisas, e muitas mais que não devem caber no papel, uma vez que não há palavras capazes de fundamentar as montanhas que um amigo move, que marcam o limite do verdadeiro amigo.

É então por isso, (pelas montanhas…

Uma pessoa ensinou-me...

A culpa é do tempo...
Queixa-te ao tempo
Porque não dá mais tempo
Para termos tempo
De dar pelo tempo
Em vez de dizermos que não temos tempo
Ao tempo.


(Falou e disse) 11-03-2009
****************************