A diferença do diferente



Isto que escrevi, senti numa caminhada em VFX para as minhas aulas. Não sei se é estúpido, se ando a divagar estupidamente... Enfim, deixo ao vosso critério. É pequenino...



Eu saio todos os dias à rua, simples e conservadora para mostrar que o vulgarmente comum também é belo.


Pessoas diferentes do ordinário, fazem um mundo diferente e, assim, versátil, dinâmico, enérgico, just fun! Apenas não tenho de marcar o fora do ordinário. Eu decido marcar a diferença sendo apenas normal. Comum. Constante. Aliás, se fossemos todos diferentes, haveria algum de nós diferente realmente?


Eu sou eu. Normal. Comum. Constante.


Cisne.

Comentários

E. disse…
é verdade... hoje em dia já se vê mais o que supostamente é diferenteo do que a normalidade em si. qualquer dia o que está a dar é ser normal para tentar ser diferente.

Beijinho

Mensagens populares deste blogue

Demasiado

Brand New