Já sinto um frio que me passa no corpo e toda a gente diz estar calor

"Naquele instante, nenhum dos convidados quereria ser outra pessoa. O Crisóstomo pensava nisso, em como acontece a qualquer um, num certo instante, não querer trocar de lugar com rei ou rainha nenhuns de reino nenhum do planeta".

Valter Hugo Mãe, "O filho de mil homens"

 
Perguntou-me o que vi nele. Respondi-lhe que vi o mesmo que em todos os outros: meio caminho para sofrer. O importante era o que via agora: meio caminho para ser feliz.

Ele perguntou-me de onde é que eu vim, de onde eu caí, para depois poder ir buscar mais. Perguntei-lhe se eu não bastava. Ele respondeu-me que era só para quando eu me fartasse dele, como a música que ouvia, ou a roupa que usava. Se ao menos ele soubesse que me farto das coisas porque não lhes ligo nem 1/10 do que ligo às pessoas...

Ele disse-me que pensou numa coisa para me dizer. Diz lá. Preferes estar comigo um dia por semana e não me ver em todos os outros, ou preferes não me ver de todo? Porque qualquer um deles é legítimo e eu aceito. Só preciso de saber... Tentei pedir-lhe desculpa sem pedir. Estou a torná-lo inseguro. Estou constantemente a dizer que a relação tem prazo de validade, que não sei lidar com instabilidade e falta de controlo. E ele só quer viver um dia de cada vez...comigo. Tentei pedir-lhe desculpa sem pedir. Acho que ele percebeu.

Na despedida disse para ele não deixar as miúdas fazerem fila atrás dele. Depois arrependi-me, rimos e corrigi: não, deixa que façam, só para eu poder chegar lá, afastar todas e dizer «é meu!». Ele sorriu e respondeu-me: "não, tu não és assim, tola. O que tu queres dizer é «não te esqueças de mim» e quanto a isso eu respondo-te que vou pensar em ti todos os dias até um dia ser sexta-feira e já não ter de pensar".

Mais uma despedida...mas esta foi diferente. Esta não custou. Por causa das coisas que ele diz, da maneira como sem dizer me diz que não quer mais ninguém, de que não precisa de estar mais dias comigo para perceber que é comigo que quer estar.

Falar com ele é ver uma pessoa nova todos os dias. É ver como gosta cada vez mais de mim, como me olha com cada vez mais carinho e confiança, como cada vez mais me conta as verdades que se escondem no início, como "tenho pena que tenhas perdido o anel, sim, mas lá que era feio era. É como tu dizes, é um sinal". E pronto, acabou-se, já nem quero saber do anel, ja só do seu sorriso simples e fácil...

Vou dormir. Descansada. Enamorada - pelo amor e pela vida. Pela minha juventude também. Vou dormir para também eu acordar uma pessoa diferente, daquelas que vivem bem, porque vivem tudo, que amam o mundo como se respirassem o ar, como se não houvesse outra opção.
Vou dormir feliz.


Cisne.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Da falta de coragem que descobri que tenho

O pós