Ele não é o homem da minha vida


Em alguns momentos da minha vida, é muito triste que me conheça tão bem. Neste momento sei que o meu namorado não é o homem da minha vida. É apenas a pessoa com quem quero estar agora.

Voltei a tentar explicar-lhe que o que ele me dava não era suficiente, que parecia que ele me tomava como certa, que palavras já há muito que deixaram de chegar. Falei com calma, disse que o adorava e que era isso que, do meu lado, ainda suportava a relação que mantínhamos. Disse-lhe que ele precisava de ter a noção de que não vai chegar para sempre e que eu também me canso de esperar. Disse-lhe que precisava de mais e que não queria dizer-lhe o quê. Não queria porque achava que merecia um pouco mais... Que merecia que ele se esforçasse por perceber o que eu lhe digo, o que me falta. Ele respondeu-me:

«- Mas o que é que eu faço mal?
- Amor, tu não fazes nada mal, é o que tu não fazes...
- Então mas o que é que queres que eu faça mais? Eu tenho falado mais contigo, tenho-te dado mais atenção...»
Sem saber o que responder, dei-lhe a resposta mais sincera...
«- Lidas comigo como se fosse um animal de estimação. Eu não quero atenção, eu quero sentir-me desejada, amada.»

Ele não entende. Até aqui eu achava que ele simplesmente não se importava mas agora vejo que ele está a quilómetros de perceber o que me faz falta...

Tenho pena. Mesmo muita. Não porque ele seria o homem da minha vida, porque acho que não é. Mas porque é o homem com quem quero estar agora e me faz feliz. Feliz...? Sim, feliz. Amar alguém é das maiores felicidades da vida. Aliás, acho que é mesmo um dos seus grandes propósitos.

Cisne

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Da falta de coragem que descobri que tenho

O pós