Amigos, amigos, opiniões à parte...


Hoje disseste-me:

- Ai mulher, venha o próximo!
- O próximo? E se não houver próximo?
- Ai credo, claro que vai haver!
- Credo, porque é que não acreditas que possa ser mesmo Ele?
- Porque já muita coisa aconteceu. E porque entretanto de acomodaste, te contentaste.

Eu não sei se eu estou louca, se estás tu... Eu não vejo nada disto desta maneira, como tu vês. E as tuas palavras magoam tanto às vezes... Que tu olhes para mim e vejas alguém inseguro, que se contenta, que acha que não arranja melhor. Não, C.! Eu já não sou essa pessoa. Eu não me contentei com nada. Eu lutei pelo que quis, eu construí uma relação e adaptei-me a uma pessoa e ela a mim porque achámos que valíamos a pena. Eu gosto MESMO da pessoa com quem estou. Não estou só por estar. Estou porque acho que mereço alguém como ele. E ele alguém como eu. E claro que temos as nossas diferenças e que trabalhamos para nos adaptar, mas não é assim que deve ser? Acreditas mesmo em alguém completamente perfeito com quem se dá imediatamente "o clique"?? Eu não... Eu acredito em pessoas boas. Que se preocupam contigo e querem saber de ti. E ele quer, ele gosta MESMO de mim. E gostava que pudesses acreditar que estamos bem juntos. Pode não ser para sempre, mas que se for não é nenhum crime, e gostava de ter o teu apoio de vez em quando...

Gaita, deixas-me em baixo com estas conversas...


Cisne

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Demasiado

Brand New