Notas soltas

Sinto-me fora de lugar, deslocada, tola. Impaciente, intolerante, ansiosa. Parva, ingénua, sem credibilidade.

Sonhei com ele outra vez esta noite. O cenário muda mas a situação é sempre a mesma: eu num desespero para falar com ele e ele a ignorar completamente a minha urgência em comunicar. Ou está ao telefone ou já nem sequer me conhece ou nem sequer quer falar comigo... Passo o sonho todo a correr atrás dele e a gritar incessantemente... Acordo disparada e inconsolável.

Tenho tanto trabalho e tantas responsabilidades neste momento... Só espero conseguir lidar com tudo.

Não sei mentir. Tinha um segredo muito importante que não devia ter contado a ninguém e não consegui não contar por não saber mentir. M***@!

Estou a morrer de sono.

Preciso de limpar a casa u-r-g-e-n-t-e-m-e-n-t-e! E preparar tudo em sacos para a mudança de casa no final do mês.

Duvido das escolhas que estou a fazer para a minha vida neste momento. Duvido muito e tenho medo.

Vou dormir. Beijinhos à prima,


Cisne

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Da falta de coragem que descobri que tenho

O pós