Nomes pirosos

Portanto, a minha vontade para estudar continua NULA, sendo que, ainda pra mais, descobri recentemente que se a minha nota nos exames diferir em 3 valores da minha nota à disciplina, a nota à disciplina mantém-se. Então pra que raio estou eu praqui a suar que nem uma maluca??? Para as especificas? Talvez, mas ainda nem sequer sei que curso quero. Para quê então? Adiante!...

Venho então hoje falar de um assunto que no passado me assombrava e de que hoje sou apeladora. Pois é, meus amigos, eu, como o estereótipo de gaja que sou, gosto de nomes pirosos (com algumas excepções).

No passado, é que nem vê-los! O rapaz que me chamasse de princesa, experimentasse chamar-me bébé, ousasse sequer!, chamar-me fofinha......Ai valha-nos Deus, acudam-no! Tudo o que era nomes mariconsos/carinhosos, esquece! Detestava, não suportava! Achava uma parvoíce da pior espécie.

Pois é...Agora... Ora agora não morro de amores e consigo viver como plebéia, mas sabe-me sempre bem ouvir um «princesa» num diálogo perfeitamente casual :) e «linda» também :) e um outro que não digo por ser demasiado estúpido mas começa por «L» :P (já agora, escusam de tentar, não adivinham xP)

Continuo a detestar bébés e fofinhas e xuxu e texuguzinho como também já ouvi. Isso eu já acho meio que rídiculo mas pronto...


E pronto, foi esteum post completamente egocentrico, sem qualquer ponto de partida ou conclusão científico, esperimental ou lógico - apenas eu. lol (Ei, às vezes também sabe bem :PP)


Cisne.

Comentários

E. disse…
Xuxu eu gosto, mas isso sou eu que chamo xuxu e amor a toda a gente xD
L.M. disse…
As vezes exageram mesmo! looool
mas como já disseste é sempre bom ouvir alguns elogios faz bem ao ego.... xD

ps:estive a ver o documentário que me indicaste, gostei muito obrigada pela dica :) se souberes de outro avisa. ;)

Bisous

L.M.

Mensagens populares deste blogue

Demasiado