Do «meter a carroça à frente dos bois»


Eu disse-lhe:

- Tenho medo de ir. A maior parte dos meus colegas quer muito sair de Portugal porque não tem nada que os prenda aqui. Eu tenho tudo... Tu, a minha família, o C., Lisboa, o meu trabalho... Tenho medo que tudo mude enquanto eu estiver fora, tenho medo de perder tudo porque fui embora de tudo.
- Sabes que não te vou pedir para ficares. E acho muito importante que vás, embora isso seja uma decisão tua.
- Eu sei...
(silêncio... Até que eu:)
- Acho que será melhor acabarmos antes de eu ir. Acho que ficarás melhor e eu também. Ficará tudo resolvido, sem dramas, nem discussões...
(silêncio...)
- Não quero pensar nisso agora, amor. Mas digo-te assim: estive a ver os voos para Barcelona na Páscoa. Não são assim tão caros...

:) Só o facto de ele ter ido ver os voos, o facto de ter partido do princípio que duramos até lá... :)


Cisne

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Da falta de coragem que descobri que tenho

O pós