Que estranho...

...Está tudo tão normal...

Assim me apercebo do quão ausente ele estava na minha vida pois ainda não sinto a falto dele. Choro quando me lembro da conversa, quando me lembro da situação em que estou, quando me lembro de momentos felizes. Mas não choro de saudades, de não aguentar estar sozinha... Eu já estava sozinha. Ao menos sei que terminar o namoro não foi uma decisão descabida. Sim, com o nível de cansaço com que eu estou, até decisões com este peso podem estar a ser tomadas com pouca sobriedade. Enfim...

Espectáculo amanhã e sábado. Um carradona de ensaios, um desrespeito sem fim pelo meu trabalho e, ao mesmo tempo, o seu reconhecimento. Sim, nem eu entendo. Só quero que acabe para poder descansar. Tenho tanta pena, gosto tanto de dançar e estar em palco e eles fizeram-no num sacrifício desta vez... A minha tíbia também não está a dar descanso, diga-se a bem da verdade...

Beijinhos para Portugal. Tenho saudades da minha cama. But then again...tenho saudades de qualquer cama, isto é só o cansaço a falar.

Cisne

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Da falta de coragem que descobri que tenho

O pós