30 de abril de 2015

Ele


Ele foi a coisa mais bonita que eu já tive na minha vida. A mais bonita. E não consigo nem começar por dizer as saudades que tenho e que ainda vou ter dele.


Cisne

28 de abril de 2015

Do Ovar...

"As pessoas são como ímanes. Habituam-se umas às outras e, mesmo quando já não se Amam, querem continuar a Amar-se. É por isso que o Amor mais difícil de terminar é aquele que já terminou, mas foi bom enquanto durou. Mesmo bom, daqueles a sério.Podemos sentir uma nova paixão todos os dias. Todas as horas, até. Nenhuma delas chega aos calcanhares da paixão de todos os dias, aquela cujo princípio já se transformou numa memória distante, como a de um filme clássico qualquer.Quando um Amor de todos os dias termina, o que sobra é um imenso nada. Mais do que da pessoa Amada, temos saudades do próprio Amor. É por isso que, às vezes, tentamos colmatar um grande Amor com um Amor pequenino. Se de um Amor grande sobra um imenso nada, dum Amor pequeno sobra sempre uma chaticezinha. Uma chaticezinha sempre é alguma coisa ou, pelo menos, dá para fingir que sim.É essa a grande diferença entre um pequeno e um grande Amor. Tudo o que sobra ao terminar. Ou uma chaticezinha porque precisamos dela, ou nada porque já se vivemos tudo."

Desafio dos 30 dias #13

Dia 13 - Uma carta para alguém que te feriu recentemente

Não aconteceu felizmente... Ou então eu sou muito rápida a esquecer. Também é possível... Mas bom, quando tiver alguma coisa para dizer venho aqui acrescentar =)

Cisne

Hoje disseram-me

Hoje disseram-me...

não tem mal nenhum lutares por ti e pela tua carreira. Pelo contrário.
Só que isso é difícil para ti mesma. Não para a outra pessoa. Conseguires perceber e saborear o amor...
Acho que não é um grande amor por não sentires "em pé de igualdade" com a dança, o teu grande amor, aquele que tu dizes que não tens dúvidas. Que amas e pronto, não sabes porquê.
Eu abdicaria dos 3.000 euros do trabalho que ofereceram agora fora por um amor de verdade cá e emprego de 750, 800 euros entendes me?

Entendo.

27 de abril de 2015

Desafio dos 30 dias #12

Dia 12 - Como descobriste a blogosfera e porque criaste o blogue?


Como descobri não me lembro mas quase que aposto que foi pela minha tia, que sempre leu blogs. Criei o blog porque - podem rir - queria ter um sítio onde pudesse escrever os meus poemas. Eu na altura achava que escrevia muito bem e queria saber o que as pessoas achavam... Até cheguei a escrever um soneto, senhores!! Desafio-vos a irem ali à side bar fazer uma viagem ao passado (tinha eu uns 15 anos) sem se rirem!! Digam-me se conseguiram ;)


Cisne

The moment when...

...you see it, and you can no longer not see it again.

Fico à espera da sabedoria do tempo que passa. De uma resposta concreta, de uma certeza absoluta, de uma decisão resoluta. Até lá ando à deriva. Sem vontade de fazer seja o que for e, principalmente, de sair de casa. Só vontade de ficar fechada e quieta, para que nada de mal aconteça a ninguém. Era tão bom que pudesse ser assim...


Cisne

26 de abril de 2015

Desafio dos 30 dias #11

Dia 11 - Uma foto do teu maior vício


Apesar de utilizar todos os dias (principalmente por motivos de trabalho), fico na boa sem telemóvel e internet. Aliás, no Verão fico durante mês e meio sem internet (estou a trabalhar num campo de férias) e não tenho rede no telemóvel praticamente. Mas o que eu não posso de modo algum passar muito tempo sem ter é chocolate! Começo a desesperar!!

Chapada na cara


Volta e meia apanho com cada chapada na cara... Sabem aquelas verdades que, não deixando de o ser (verdade), mesmo assim vocês não estão à espera de ouvir? Credo, hoje deve ter sido o dia das chapadas emocionais... Até estou cansada!!

Cisne

25 de abril de 2015

Desafio dos 30 dias #10

Dia 10 - As músicas que ouves quando estás: feliz, triste, entediado...

A conversa do costume: vai dependendo mas cá vão as de agora...

Feliz:



Triste:


Quando vou a andar na rua:


Entediado: (quando estou entediada oiço qualquer coisa que tenho uma melodia ou uma letra que me saiba bem, esta e só um exemplo)


Cisne

24 de abril de 2015

Desafio dos 30 dias #9


Dia 09 - Algo de que estás orgulhoso nos últimos dias 


Felizmente, de muitas coisas. O ano começou muito difícil a nível de saúde mental. Estou há quase dois anos a lidar com uma depressão e não é para ninguém um caminho fácil. Sou uma pessoa feliz e saudável, com a melhor família do mundo, o melhor emprego do mundo e o melhor namorado do mundo. Mas infelizmente a depressão não ataca só as pessoas infelizes, também ataca as felizes e convence-as fortemente de que não o são. Ou pior, de que não o podem ser.

Portanto estou orgulhosa de não desistir, de continuar a batalhar e de manter a esperança de que, por mais tempo que leve, vou voltar a olhar para o futuro com um sorriso optimista e para os meus desafios com coragem, que vou voltar a ter vontade de me levantar da cama e ir correr de manhã... Estou orgulhosa também do progresso que tenho feito na minha auto-estima. De conseguir receber melhor um elogio e de controlar melhor os meus ataques de ansiedade (que apesar de frequentes estão mais curtos).

Fora tudo isto estou muito orgulhosa dos meus alunos no geral. Sinto que estão a crescer comigo e isso faz-me sentir orgulhosa deles e do meu trabalho!

Também estou muito orgulhosa da minha irmã e da minha mãe, que não sei onde foram buscar forças para começar de novo e tentar outra vez. Começar do zero não é fácil, não que eu saiba por experiência...

Tenho muitos motivos de orgulho, sou extremamente abençoada. Aqui estão apenas alguns dos mais recentes =) Que texto bom de se escrever!!


Cisne

Que sina a minha...


Vai uma pessoa ter com a irmã e com a mãe fazer queixinhas que discutiu com o namorado e elas dão-lhe razão! Não há direito! E agora estou aqui com a consciência a arder porque fui muito bruta para ele e sinto-me a pior namorada do mundo. Ninguém merece...

Cisne

23 de abril de 2015

Desafio dos 30 dias#8


Dia 08 - Objectivos de curto prazo para este mês 

Não tenho. Não gosto de delimitar objectivos ao tempo. Tenho objectivos e vou à procura de os concretizar tão depressa quanto consiga. Neste momento, a curto prazo o que posso fazer é nível profissional e já falei sobre isso aqui ;)



Cisne

22 de abril de 2015

Desafio dos 30 dias#7

Dia 07 - Um retrato de alguém/algo que tem o maior impacto em ti



Se o blog não fosse anónimo chapava já aqui com uma foto da minha mãe, o meu grande pilar, de maior ajuda e influência. Se não fosse ela era a minha irmã. não sendo a minha irmã era a minha tia. Ora, não querendo divulgar esse tipo de imagens mais reveladoras da minha identidade, fico-me por uma imagem de algo que tem o maior impacto em mim, a dança.

E quando...


...eu adoro o meu namorado o mais que posso, sei e consigo e me sinto ao mesmo tempo atraída por outra pessoa?



Cisne

21 de abril de 2015

Desafio dos 30 dias#6

Dia 06 - Uma foto do teu super herói favorito e porquê


Decididamente a navegante da lua. Agora em adulta não ligo nada a super heróis. Gosto de ver os filmes pela ação e não sei quê mas de facto nenhum me agrada particularmente. Já em criança/adolescente, a história era outra. A navegante da lua foi quem me ensinou que por mais desastrada, destrambelhada e outras coisas acabadas em «ada» que eu fosse, até eu poderia fazer grandes coisas. Parece estúpido mas é bem verdade. Se esta toda esgrouviada que só dizia disparates (e não lavava os dentes!!) salvava o mundo, eu também poderia!


Cisne

20 de abril de 2015

Desafio dos 30 dias#5

Dia 05 - Uma foto de algum lugar onde já estiveste


Monserrat - Barcelona, Espanha

Um sítio mágico, que demorou um dia inteiro e exaustivo para ver. Muita caminhada, muitas descidas e subidas, mas valeu completamente a pena.

19 de abril de 2015

Desafio dos 30 dias#4


Dia 04 - Um hábito que gostarias de não ter


Gostaria de ser menos preguiçosa, mais especificamente. Ou seja, tenho o hábito de meter em primeiro lugar o lazer e só depois o trabalho. E depois sinto-me sempre culpada e deito-me tardíssimo...


Cisne

17 de abril de 2015

Desafio dos 30 dias#3


Dia 03 - Uma imagem que te retrate na perfeição


Porque sou eu desfocada mas focada no que estou a fazer. Estou desfocada para mim, estou desfocada para os outros mas sem muito bem qual é o meu foco, o meu caminho. Eu simplesmente sei, não, sinto qual é o meu foco e persigo-o a todo o custo. Mesmo que me custe a mim mesma, mesmo que me perca no caminho.


Cisne

Ponto da situação!


Ora bem:

2 espectáculos para coreografar: 
   - "Mulan" para os miúdos, com cerca de 10 coreografias diferentes
   - "Os 4 elementos" para os adultos, com cerca de 3 que mais parecem vinte.
A entrada na companhia, para a qual vou ter reunião amanhã;
O campo de férias de artes, em que dou aulas no verão que está e ainda vai dar panos para mangas.

Na Mulan, apesar de ser muita gente e muitas coreografias diferentes para fazer e decorar, estou mais à vontade porque é terreno "limitado", ou seja, não há muito por onde inventar, são miúdos, ainda não sabem fazer grande coisa. Há que ser criativo nos cenários, nos objectos, nos figurinos, nas luzes, etc e tal e é isso, pronto. O resto é que é a palha!

Nos "4 elementos", valha-nos Deus, nossa senhora e santinhos. Tirem-me deste filme. Meti-me num imbróglio que não faço ideia de como sair dele. Achei que, como era um espectáculo de adultos e para os adultos, tinha de fazer uma coisa em grande. Já ali a raspar o profissional, uma coisa out of the box, pensada e bem trabalhada. A-S-N-E-I-R-A!


- Na turma de contemporâneo do «Ar», até que o início está a ganhar forma. Mas como passei o ano inteiro a fazer trabalho de chão, agora elas parecem umas tansas a fazer trabalho em pé. Culpa de quem? Minha, óbvio!! Em vez de me deixar estar sossegada e fazer «Terra», "ai não, isso andámos o ano todo a fazer, agora vamos fazer «Ar» que é muito giro!". Burra, burra, burra.

- Na turma de contemporâneo da «Terra» está tudo um trapel. Qual era o trabalho que tinham desenvolvido antes de eu chegar? Trabalho em cima. O que é que eu as meto a fazer? Trabalho de chão! Aaaarrghhh! Eu sou louca da cabeça!! Mas onde é que eu tinha a cabeça. Ai nossa senhora que me dá um fanico, juro por tudo, que eu não tenho saúde para isto senhores -.-'

- Na outra turma de contemporâneo de «Ar», ainda não fiz nada. Sou lhes vou começar a dar aulas este sábado portanto a ver se é desta que eu faço uma coisa mais fácil para bem  da minha sanidade mental e física!!

Agora é assim: Se eles estão a gostar? Epá, eu acho que sim, pelo menos ninguém se queixou e gostam que o desafio seja novo e diferente. Mas eu cá dentro... é uma ansiedade... ele é por não ver nada feito, é por ver que eles não estão a apanhar as coisas com a rapidez que eu queria... Acho que elevei demasiado a fasquia desta vez...


Mas booom, continuando o ponto da situação!

A reunião anda-me a deixar com os cabelos em pé. Tenho de saber muito bem todas as condições para que não fique a perder com a situação, só por querer ter uma nova experiência e desafio. Como diria a minha mãe: «queres tocar os burros todos ao mesmo tempo, não tocas nenhum».

A preparação do campo de férias até aqui correu bem. Só que é uma fonte de preocupação. Primeiro porque tenho mais não sei quantas coreografias para fazer que não têm nada a ver com o meu estilo - é para fazer musical e eu sou contemporânea dos pés à cabeça -, e segundo porque na altura em que começa ainda estou a acabar o espectáculo dos miúdos. Vai ser o caos! Estou a fazer o máximo para me conseguir organizar nos horários e tudo mais mas...enfim, já deu direito a discussão com um dos meus patrões e tudo... P'ra esquecer, gente.

Ah! E esqueci-me que ainda me falta receber um mês de trabalho do meu antigo emprego. Ir a tribunal com esse assunto é o mais provável... Bom, acho que me vou "esquecer" disto mais uma vez...

Help!!! Demasiada coisa a acontecer!!!



Cisne

16 de abril de 2015

Desafio dos 30 dias#2

Dia 02 - O significado atrás do nome do teu blogue 

Bom... Não tem muito que saber. Sou bailarina, não escrevo nada de jeito a.k.a. escrevo tudo o que me apetece, logo este blog são os devaneios da bailarina. tcharaaaan!


Cisne

Desafio dos 30 dias#1

Tenho andado sem nada para dizer e odeio quando me acontece. A verdade é que durante o dia penso em coisas sobre as coisas penso em falar, mas à noite quando chego estou tão cansada e ainda tenho tanto trabalho para fazer, que não dá para dissertar sobre grandes coisas. Portanto vi este desafio em alguns blogs e pensei «bem, ao menos sei sempre sobre o que escrever, é meio caminho andado».

Consiste o desafio em responder a uma pergunta por dia:

Dia 10 - As músicas que ouves quando estás: feliz, triste, entediado...
Dia 11 - Uma foto do teu maior vício
Dia 12 - Como descobriste a blogosfera e porque criaste o blogue? 
Dia 13 - Uma carta para alguém que te feriu recentemente
Dia 14 - Uma imagem de alguém com cabelo parecido com o teu
Dia 15 - No teu telemóvel, entra na lista de reprodução, primeiras 10 canções mais ouvidas? 
Dia 16 - Uma imagem que retrate o que fazes nos teus tempos livres
Dia 17 - Uma foto de alguém com quem não te importavas de ter uma vida a dois
Dia 18 - Uma que retrate os teus planos/sonhos/objectivos
Dia 19 - Uma foto com qualquer coisa que faça parte de ti
Dia 20 - Uma foto que achas que retrata o teu futuro
Dia 21 - Uma imagem de algo que te faz feliz
Dia 22 - Uma foto que retrate o que te faz diferente de toda a gente
Dia 23 - Uma foto de algo que anseias
Dia 24 - Uma carta para os teus pais
Dia 25 - Fotos do que eu iria encontrar na tua bolsa/mochila
Dia 26 - O que tu pensas sobre os teus amigos?
Dia 27 - Uma foto que mostre qual é o teu telemóvel
Dia 28 - Uma foto que retrate como te sentes agora
Dia 29 - No mês passado, o que aprendeste? 
Dia 30 - Quem és tu?

Ora bem, 15 factos interessantes sobre mim...

Tenho uma doença rara chamada FAAPA. Não é nada de grave, são só umas febrezitas de vez em quando.
Tenho uma grande enorme incapacidade de estar sozinha.
Tenho uma grande enorme incapacidade de estar sossegada/não ter 1000 projectos.
Faço ballet desde os 5 anos.
Quero ser bailarina desde os 5 anos.
Tenho 21 anos mas na maior parte dos dias sinto que tenho 30. - isto é interessante??
Quando como muito tenho o tique de começar a tremer a perna.
Quando estou cansada dói-me sempre a perna direita.
Não sou religiosa mas sou espiritual.
Acredito na vida depois da morte.
Não acredito em casamento para sempre.
Criei este blog para ter onde publicar os meus poemas. (ai que vergonha x) )
Sou forreta mas adoro dar prendas.

15 coisas é muito, não sou assim tão interessante!!

Espero que tenham gostado. Se quiserem perguntar qualquer coisa interessante sobre mim eu completo a lista! ;)

Jinhos à prima,
Cisne.

11 de abril de 2015

Jantar de "amigos"


Amanhã tenho um jantar de "amigos".

Um casal lamechoso e peganhento,

Um ex-casal, um ex-peganhento e uma actual arrogante e estúpida

E a minha irmã, a única sã e realmente amiga neste jantar.

Deus me ajude. Ou alguém. Por favor alguém!!


Cisne.

9 de abril de 2015

Paaaaaaaaaa....

...aaaaaaaaaaassei numa audição!!! Fi-la há um mês atrás e correu super bem, mas passadas duas semanas já estava sem fé nenhuma e agora, 4 semanas depois, já nem me lembrava disso! Foi assim uma mega notícia! Estava com o meu namorado ao lado e fiz o menos de festa possível porque sei que para ele, que anda de entrevista em entrevista sem conseguir nada, deve ser difícil. Mas assim que nos separámos desatei a ligar a toda a gente!

Agora parece estúpido ter escrito acerca do medo de ficar fora de palco muito tempo. Afinal de contas não vai ser tempo nenhum =D Fui das 4 escolhidas(os) de entre 30 e tal. Iei :)

Pronto, vou dando novidades porque até agora não sei muito, só vou reunir com o director artístico na próxima semana.



Beijinhos e abraços e flores e borboletas e todas as coisas bonitas que houverem nesta vida!,

Cisne.

7 de abril de 2015

Adoro os "Até já" sinceros

Odeio despedidas mas adoro a maneira como algumas pessoas se despedem...

- Então Cisne, ouvi dizer que ias embora do teatro...?
- Vou sim, senhor António, tem que ser... Que pena, nem chegámos a dançar o nosso semba... Eu queria tanto aprender...
- Pois não... Dançamos um dia destes no futuro, filha!

Estas pessoas que se despedem com um «até já», enchem-me o coração. Quer pelo facto implícito de me quererem voltar a ver, quer pela esperança numa coisa tão pouco provável... Mas é bonito, eu gosto. E agora, sempre que me despeço de alguém que gosto, tento sempre pensar que, nas voltas que a vida dá, é mesmo possível reencontrar essa pessoa.



Cisne.

Abandono

Este blog foi ao abandono...E não admira. Está tal e qual como eu: abandonado. Desde que uma colega minha entrou de baixa e o meu t...